Select Page

Nota do Secretário Adjunto de Ciência e Tecnologia do DF sobre o Biotic

Nota do Secretário Adjunto de Ciência e Tecnologia do DF sobre o Biotic

*Por Juliana Ribeiro, sócia e diretora de inovação do portal BizMeet, palestrante sobre novas tecnologias e inovação

Caros amigos,

Recebi essa nota por WhatsApp do atual secretário adjunto de ciência e tecnologia – Thiago Jarjour – e julguei pertinente divulgá-la. O texto fala sobre questões relativas ao edital do Biotic – Parque Tecnológico de Brasília. A chamada pública foi divulgada com antecedência pelo BizMeet.

Antes de lançar na íntegra as anotações do Secretário Adjunto de Estado, quero deixar bem claro que eu, Juliana Ribeiro, não faço parte de nenhum partido político. Porém, acredito que os conflitos de interesses estão prejudicando a geração de empregos e o crescimento do ecossistema de inovação e tecnologia.

O Biotic – Parque Tecnológico – pode aumentar a atração de empresas a agentes inovadores para a nossa região. É isso que realmente importa! Em meio ao alto índice de desemprego, vamos pensar no crescimento de Brasília! Vamos deixar o nosso ego em segundo plano e pensar na população!

Para reflexão, deixo essa mensagem do Presidente da ACATE-SC, Daniel Leipnitz, que diz o seguinte: “Deixem as vaidades de lado, se unam em prol do que é comum para o desenvolvimento do ecossistema”. Acredito que essa citação por si já diz tudo.

Abaixo, nota na íntegra do Secretário. Sem cortes.

Aos prezados amigos e presidentes do Sinfor-DF, Assespro-DF, Sindsei-DF, Asteps e Assespro Nacional;

Gostaria de ressaltar nosso empenho na construção de um modelo moderno, eficiente e atual de gestão do edifício de governança do Biotic. Fomos pesquisar o que há de mais moderno no Brasil e no Mundo. Nosso intento é colocar ali um agente de inovação com competência e expertise para gerir os programas de fomento à inovação e empreendedorismo de bases tecnológicas com metodologia sustentável de aceleração, mentoria e resultados efetivos! Esse modelo se mostrou eficaz em lugares como Recife (Porto digital), Belo Horizonte (seed e São Pedro valley), Florianópolis (Certi e Sinapse). O estado não deve se meter a fazer o que não sabe e o que não tem expertise para fazer. Na lógica de alguém que é oriundo do setor produtivo e da iniciativa privada que trabalha com resultados de fato, afirmo com convicção que esse é o modelo que vai acender a fagulha inicial que precisamos no nosso parque tecnológico, o Biotic. Criar ali de fato um ecossistema com startups, aceleradoras, incubadoras, Mentoring, ICTI’s e entes de inovação, vai gerar o ecossistema necessário para impulsionar o parque. Isso foi debatido com entes do ecossistema de CTI de nossa cidade e recebeu total apoio. Para minha surpresa soube do descontentamento de vossas entidades pela não prorrogação do prazo de consulta pública da minuta do edital de contratação do agente de inovação. O fato é que já recebemos contribuições de vários cantos do Brasil e do DF até agora, o que nos fez perceber que o prazo foi completamente plausível, e ninguém foi alijado do processo de transparência total na construção desse processo. Falei ao telefone com o Presidente Ricardo Caldas e coloquei essas ponderações, e por aqui o faço para todos os outros aos quais peço desculpas por não ter conseguido entrar em contato por telefone por conta da agenda apertada que só se encerrou para mim agora (23:40).

Reitero meu compromisso de abertura para o diálogo sempre. Assim construí a regulamentação dos Foodtrucks, dos apps de transporte, do edital de startups e por aí vai. Construí uma reputação de construção transparente e a varias mãos, e não está sendo diferente dessa vez; a prova é a consulta pública do edital. Me coloco à disposição para fazer uma reunião ou um encontro com todos os srs que representam vossas respectivas entidades. Porém o prazo da consulta pública se mantém pelo fato de ter sido plenamente viável a manifestação por parte de todos.

Um Abraço e novamente estou à disposição dos srs para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários. “

Thiago Jarjour

Sobre o Autor

Juliana Ribeiro

Com mais de 18 anos de atuação na área de Tecnologia da Informação, Juliana Ribeiro foi assessora e gerente em grandes organizações públicas e privadas. Foi membra da diretoria de várias entidades ligadas à gestão e empresários - como exemplo, podemos citar: Coordenadora da Rodada de Negócios da BPW (uma associação internacional voltada para mulheres de Negócio). Possui nível superior na área de TI, pós-graduação e uma certificação reconhecida internacionalmente. É coordenadora e sócia do BizMeet – uma das principais referências em Tecnologia da Capital Federal. Como coordenadora deste Portal e Influenciadora Digital, já entrevistou lideranças nacionais. Além disso, ministra palestras e workshops focados no mercado de novas tecnologias e inovação. Congressos de renome mundial já receberam a palestrante.

Share This

Newsletter

Inscreva-se para receber notícias e atualizações.

Sua inscrição foi realizada com sucesso