Select Page

O que o ecossistema de tecnologia espera do novo presidente

O que o ecossistema de tecnologia espera do novo presidente

Com a confirmação, na manhã desta quarta-feira, 31, do Tenente-Coronel Marcos Pontes (PSL) para o Ministério da Ciência e Tecnologia do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o ecossistema de Tecnologia entra em mais um momento de expectativa, na espera pelas novas medidas que serão tomadas a partir de 2019.

Piloto de caça e astronauta, Marcos Pontes, 55 anos, foi o primeiro brasileiro a viajar ao espaço, em 2006, a bordo do foguete Soyuz, que o levou à Estação Espacial Internacional (ISS), onde passou uma semana.

Para medir a expectativa do setor em relação ao que poderá ser feito no novo governo federal, ouvimos representantes do poder público e mercado para sabermos o que pode ser feito nos próximos quatro anos.

Opinião

“O primeiro grande desafio de quem for tocar a pauta é recuperar o orçamento. Não tem como falar em bancar projetos grandes de desenvolvimento sem que os recursos sejam assegurados”, afirma a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lúcia Melo. “Esse limite de teto de gastos públicos não pode ser generalizado. Não podemos permitir que esse congelamento afete setores estratégicos para o País, como a própria Capes já alertou em relação ao corte nas bolsas de pesquisa, por falta de condições de pagamento”, completa.

A construção de um modelo de desenvolvimento que vá além de programas de governo temporários é outro ponto que Lúcia Melo aponta como crucial para a nova gestão federal. “Se avançou bastante na construção do novo Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação, que é uma construção de 16 anos e precisa ser implementado em sua totalidade”, explica. O documento, aprovado em fevereiro passado, traz regras que criam mecanismos para integrar instituições científicas e tecnológicas e incentivar investimentos em pesquisa, de forma desburocratizada.

Empreendedorismo

O mercado também vê com bons olhos a indicação de Marcos Pontes. Para o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação de Pernambuco (Assespro-PE), Ítalo Nogueira, “ele deve entender que a pesquisa e o desenvolvimento de soluções de tecnologia são importantes para o futuro do País. Estamos também ansiosos e esperançosos que tudo isso saia da retórica e que possamos ver, realmente, sinalizações positivas de boas pautas e boas questões para o mercado produtivo”.

Pontes pode ser um bom intermediador de parcerias público-privadas do setor produtivo “e também do apoio do governo para o desenvolvimento de políticas públicas que possam fomentar o empreendedorismo”, avalia o empresário

A isto soma-se o papel que o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes, promete ter no governo a partir de 2019. “Guedes sinaliza um trabalho forte para ajudar os empreendedores do Brasil. Então, independente do setor que nós atuamos, o de tecnologia da informação e comunicação, se realmente essas práticas e as amarras forem tiradas, deveremos ter políticas que apoiem o setor”, afirma Ítalo.

Quer ser destaque no mercado inovador e tecnológico? Então conheça o BizMeet!

Saiba mais sobre as principais inovações que irão transformar carreiras e negócios!

 

Da Redação com Informações do Mundo BIT

Sobre o Autor

Redação

O Bizmeet é um das principais referências do Centro-Oeste nas áreas de Tecnologia e Inovação. É ganhador de prêmios regionais e até mundialmente reconhecido. Empresas e instituições de grande renome já investiram em iniciativas do portal

Share This

Newsletter

Inscreva-se para receber notícias e atualizações.

Sua inscrição foi realizada com sucesso